quarta-feira, 20 de junho de 2012

3

Nanopartículas inibem 100% metástase de linfoma em ratos


Pesquisadores espanhóis elaboraram um tratamento com nanopartículas que inibe 100% das metástases linfáticas em ratos com linfoma de manto (forma agressiva de linfoma não-Hodgkin), segundo resultado divulgado no último dia 7 pela equipe de estudos formada por cientistas da Universidade de Navarra em colaboração com o Centro de Pesquisa do Câncer de Salamanca.

O tratamento é feito com um remédio baseado em nanopartículas lipídicas carregadas com o fármaco antitumoral edelfosina, administrado de forma oral.

A pesquisa, publicada na revista Nanomedicine UK demonstra que essas nanopartículas são capazes de se acumular nos gânglios linfáticos e destruir seletivamente as células tumorais que lá se encontram e, além disso, tornam possível a liberação do fármaco antitumoral de maneira sustentada.

Este fato, unido à administração oral do remédio, evitaria, segundo a Universidade de Navarra, a hospitalização que a quimioterapia tradicional requer, já que neste caso o tratamento é feito por via intravenosa.

O estudo destaca que as nanopartículas são capazes de atacar as células doentes sem atingir as boas, ou seja, são fármacos seletivos e pouco tóxicos.

O grupo de pesquisa analisou a eficácia desses nano sistemas terapêuticos em ratos com linfoma do manto, uma doença atualmente incurável e cuja evolução é variável em cada paciente, embora a média de sobrevivência seja de três a quatro anos.

Os resultados do estudo indicam que uma administração de nanopartículas de edelfosina a cada quatro dias é tão eficaz como uma administração diária do fármaco sem nanopartículas para a redução do tamanho do linfoma de manto implantado em ratos, ressalta o centro.

No entanto, o resultado 'mais surpreendente' da pesquisa foi observado ao ser analisada a capacidade antimetastática das nanopartículas com edelfosina.

'Enquanto a administração diária do fármaco sem nanopartículas reduzia as metástases em 50%, a administração a cada quatro dias das nanopartículas com edelfosina eliminou 100% das metástases linfáticas', ressalta.

Estes resultados abrem uma nova porta na pesquisa e desenvolvimento de tratamentos mais eficazes e seguros contra diversos tipos de câncer, diz a universidade. Os cientistas ainda afirmaram que conseguiram bons resultados em cobaias com glioma (tumor cerebral), e que está sob análise a eficácia dos nano sistemas em casos de leucemia linfoblástica aguda e câncer de mama. 

Fonte aqui

3 Comentários:

C@rin disse...

Olá!

Adorei esse post!
Viva a tecnologia, ou melhor, a NANOTECNOLOGIA!

Abraço,

Carin

Arco-Íris de Frida disse...

Muito bom os resultados desta pesquisa... tratamento mais eficazes...

Rosicleia Saraiva disse...

Como ter acesso a este tratamento? Minha sogra foi diagnosticada a dois meses atras com um linfoma bem agressivo ela 94 anos tem feito algumas etapas de quimioterapia e a tem deixado muito debilitada. Com esta idade é muito lúcida e tem muita vontade de viver. Abraços